Conheça as principais fintechs de São Paulo

Mais da metade das startups que oferecem serviços financeiros estão concentradas em São Paulo

Conheça as principais fintechs de São Paulo Conheça as principais fintechs de São Paulo

Mesmo com um sistema bancário caro e inflexível, aliado a uma população com baixa educação financeira, o Brasil possui uma das maiores concentração bancárias do mundo. Neste ambiente, onde aparentemente não há espaço novos concorrentes, empreendedores enxergaram a possibilidade de inovar por meio da tecnologia. E, assim, as fintechs foram conquistando cada vez mais espaço nos ecossistemas pelo país todo, principalmente em São Paulo.

Cabe às startups com foco em finanças a missão de modernizar o setor, com a oferta de novos produtos e serviços personalizados acessíveis a uma grande parcela da população e, sobretudo, proporcionar a desburocratização. De acordo com o mapeamento “Fintech Mining Report 2020”, elaborado pelo Distrito, o número de empresas de tecnologia e inovação deste setor cresceu 34% em relação ao levantamento realizado no ano passado, pulando de 553 para 742 fintechs

São Paulo domina o setor

E como era de se esperar, a região Sudeste é o principal polo das soluções financeiras, com mais 70% fintechs. O mapeamento também aponta que mais da metade das startups que oferecem serviços financeiros estão concentradas em São Paulo. O setor é maior do ecossistema paulista. 

Dentre as principais fintechs de São Paulo, estão: 

Nubank A fintech atingiu o status de “unicórnio” (startup com valor de mercado igual ou superior a US$ 1 bilhão) atuando como operadora de cartões de crédito. O Nubank opera no Brasil e em outros países da América Latina e foi considerado pelo ranking da Forbes como melhor banco do país.

Neon Fundada em 2016, a Neon conta com mais de 600 funcionários. A empresa tem como principal produto a conta digital e possui uma parceria com o Banco Votorantim para custódia e liquidação de suas contas.

Em 2018, a fintech levantou R$ 72 milhões de investimentos Series A em round liderado pela Propel Ventures, Monashees e Quona, que contou também com a Yellow Ventures, Omydiar Network e Tera Capital. 

C6 Bank – O Banco digital oferece conta digital sem taxas com abertura via aplicativo. O C6 Bank também disponibiliza ao usuário a opção de pagamento de pedágio grátis e não cobra por operações, incluindo transferências e saques na rede Banco24Horas. 

CreditasA empresa trabalha com empréstimo com garantia de imóvel, veículo, consignado privado e financiamento de carro. 

Pagseguro –  Com mais de 9,4 milhões de contas únicas ativas e 1,4 milhões de usuários ativos de PagBank, o PagSeguro PagBank também está  no seleto grupo de unicórnios brasileiros. A fintech faz parte do UOL e é regulada pelo Banco Central do Brasil como instituição de pagamento emissora de moeda eletrônica e adquirente, tendo parcerias com as principais bandeiras de cartões.

Sua controladora, PagSeguro Digital, tem capital aberto nos EUA (NYSE: PAGS) e é regulada pela SEC (Securities and Exchange Commission).

Stone – No mercado desde 2014, a Stone atua na área de meios de pagamentos. Há dois anos, a fintech, que também é um unicórnio, realizou sua oferta inicial de ações (IPO) na bolsa de valores de Nova Iorque (NASDAQ).

WEEL – Fundada em Tel Aviv, Israel, e com sede em São Paulo, a fintech atua na área de operações de crédito disponíveis, como a Antecipação de Recebíveis e o WEEL Supply, que otimiza as contas a pagar para fornecedores. 

Futuro Promissor

O estudo destacou, ainda, as fintechs paulistas que possuem um futuro promissor e uma possível trajetória de sucesso. São elas: Geru, Idwall, Konduto, Rebel, SmartMEI, Pagar.me e Vindi.